• demacedogroup

Cerimônia de Casamento na Igreja Anglicana por Reverendo Aldo Quintão

Atualizado: Out 11


A cerimônia religiosa é considerada a parte principal do casamento para muitos casais. Cumprir os ritos religiosos, seguindo os preceitos da Igreja e recebendo a benção são fundamentais para muitos noivos, que sentem que ali a vida a dois realmente tem início.


O local escolhido para celebrar a cerimônia é muito importante, além do celebrante eleito para abençoar a união. Muitos casais optam por casar-se pela espiritualidade anglicana, que possibilita a celebração do Matrimônio tanto de noivos de origem católica, quanto evangélica, sendo impreterível que ao menos um dos nubentes seja cristão.



Dentre as Igrejas mais tradicionais e concorridas, está a Catedral Anglicana, localizada em São Paulo. Grande parte dos que buscam a Igreja em questão são os casais mais tradicionais, divorciados e quando um dos noivos não é batizado.


Nesse artigo falaremos um pouco mais sobre o Matrimônio na Catedral Anglicana e ainda deixaremos as palavras do Reverendo Aldo Quintão, conhecido como o padre que mais celebra casamentos no Brasil.

O casamento na Catedral Anglicana

A liturgia anglicana segue um padrão mundial. Toda a cerimônia de casamento é baseada no Rito Anglicano através do seu Livro de Oração Comum de uso por todas as Igrejas Anglicanas no mundo. A Igreja Anglicana é essencialmente ecumênica. É comum disponibilizar os templos para a cerimônia de casamento oficiada por ministros de outras Igrejas Cristãs ou concelebrar com outros lideres religioso se necessário, desde que cumpridas às exigências canônicas.


Os casais podem optar pela celebração da Santa Eucaristia durante o Matrimônio, o Matrimônio com a comunhão eucarística ou apenas o Santo Matrimônio. Todas elas são compostas de orações, hinos, leituras bíblicas, os votos e as bênçãos.



Palavra de especialista

Conversamos com o Pároco da Catedral Anglicana de São Paulo, o Reverendo Aldo Quintão, que foi reconhecido pela Revista Veja, Jornal Folha de São Paulo, Jornal o Estado de São Paulo, O Globo e entrevistado por duas vezes no Programa do JÔ como o padre que mais celebra casamentos no Brasil


Os casamentos que celebra são considerados casamentos de sucesso. São trinta por mês, totalizando 360 por ano. Há sábados em que chega a fazer seis. Atualmente, a fila de espera é de quatro meses. O Reverendo cobra uma taxa de R$2 mil. Primeiramente, ele falou sobre a importância do casamento: “Ninguém é uma ilha e somos chamados ao acasalamento não só com o intuito de ter prazer ou procriar, mas também de termos companhia, constituir família, perpetuar a espécie e acima de tudo sermos felizes e buscar fazer o outro feliz”.

Então, explicou sobre a cerimônia religiosa: “A grande importância é agradecer a Deus pelo dom de amar e ser amado, agradecer por poder agregar sonhos e buscar auxilio espiritual para os momentos difíceis pelos quais todos passamos”, disse.

O Reverendo também falou sobre o casamento na Igreja Anglicana: “O casamento na Igreja Anglicana é muito parecida com a cerimônia da igreja Católica Romana, apenas com o diferencial do celebrante anglicano, caso deseje, ter ampla liberdade litúrgica”.E como escolher quem irá celebrar o casamento? “Isso fica a critério do casal e é muito pessoal, mas pela minha experiência acho importante o casal conhecer não apenas uma cerimônia de casamento do celebrante, mas principalmente conhecer um loco o trabalho religioso dele.

Ir a várias missas e ver qual o perfil, o caráter e a comunidade que ele lidera. Isso para mim é primordial pois você não pode ou não dever convidar apenas um “cerimonialista" e sim um ser que seja de Deus comprometido com a fé, caridade e o bem comum”, aconselhou.

Quer saber mais sobre cerimônias religiosas? Confira nossos artigos sobre o tema.


Quer saber mais sobre Casamentos, Planejamento, Vestido de Noiva, Decoração de Casamento ou até mesmo Lua de Mel? Acesse os links para ler mais sobre o conteúdo.